I say blog!
  • 11
  • jul

Crescimento do Facebook diminui e pode ter estagnado

Por Bruno Piola, em Facebook.

Pesquisa+Inside+FacebookSeria o começo do fim para a rede de relacionamentos mais popular da internet? Uma pesquisa foi divulgada essa semana pelo site Inside Facebook, que revela dados potenciamente preocupantes sobre o site. O relatório do último mês de junho apontou a criação de apenas 320 mil novas contas, enquanto que no mês anterior, maio, o Facebook registrou um crescimento recorde de mais de 7,8 milhões de cadastros.

Outra informação fornecida pelo estudo é a diminuição de membros de determinadas faixas etárias. Muitos usuários entre 18 e 25, 26 e 34 e 35 e 44 anos de idade deixaram de visitar a mídia social. Por outro lado, o Facebook viu os números de adolescentes e pessoas de meia idade no site aumentar. O fato de haver mais jovens na rede pode parecer animador num primeiro momento, mas dados do jornal The Vancouver Sun apontam que esse grupo está visitando menos o site nos últimos seis meses.

Um motivo provável para estatísticas tão abaixo do esperado é a recente polêmica das políticas de privacidade do Facebook (algumas informações pessoais de usuários se tornavam públicas) e as inúmeras mudanças que a rede realizou para corrigir o problema. Isso pode ter assustado ou cansado muitos membros, que preferiram não correr nenhum risco.

Ainda existem três outras possibilidades. Uma delas é que pode se tratar de um erro estatístico (o que é difícil de acreditar, pois o Inside Facebook é um site confiável). Outra é que pode ter havdo uma mudança no sistema de propagandas que o site se baseia para divulgar suas pesquisas sobre o Facebook.

No entanto, a última delas, se comprovada, representa um problema sério para a rede social: trata-se do esgotamento de usuários. Em outras palavras, talvez todos os que gostariam de participar do Facebook já sejam membros. Os números falam por si mesmos: há 125 milhões de contas ativas nos Estados Unidos e cerca de meio bilhão no mundo inteiro. O site é o segundo mais visitado pelos internautas em geral, atrás apenas do Google.

Se o site parar de crescer, as políticas de publicidade do Facebook vão ter que ser modificadas para manter o mesmo lucro. Além disso, a sua equipe  vai ter que se preocupar em manter sua popularidade, pois, logicamente, depois da estagnação, vem o declínio.



2 Comentários Publicado por Bruno Piola
Outros artigos:

Artigos relativos a "Crescimento do Facebook diminui e pode ter estagnado"


Comente:

2 comentrios su "Crescimento do Facebook diminui e pode ter estagnado"

  1. […] Apesar de ter seu crescimento estagnado, a rede social Facebook continua apostando em inovações para conquistar usuários e empresas. Mesmo com uma diminuição no número de usuários adolescentes, o sistema criou um novo aplicativo voltado a essa faixa etária. […]

  2. […] a rede social contava com 200 mil membros ativos, por exemplo. Apesar da abertura de novas contas ter diminuído nos Estados Unidos, o Facebook continua a agregar usuários de várias partes do mundo, como no Oriente Médio, […]





© Geekaço, is part of the network IsayBlog! whose license is owned by Nectivity Ltd.